03/06/2017


Senão sabe fazer, 
admita que não sabe.

Admitir não é fraqueza, 
é capacidade para aprender.

Atreva-se.


02/06/2017



Politiquices ou estratégias políticas


Odeio ou acho graça ao tempo pré-eleitoral.

Arrogâncias transformam-se em vassalagem.

Ausências transformam-se em presenças contínuas nos lugares de mais destaque.

Sorriso fácil. 

Cumprimentos esfuziantes.

Toque de mão, partilha de quase intimidade.

Conversas de encontro ao que se gosta de ouvir, assuntos polémicos não se mencionam...

Não se pede voto, descaradamente, mas quase.

Quem vota esquece, facilmente, os dias passados em que a arrogância da vitória fez esquecer a disponibilidade, a vontade e o cumprir das promessas feitas. Deixa-se levar...

Mas já deixaram de acreditar que o voto seja necessário.
É pena.