01/04/2017




Gosto de ambientes alegres.
Adoro uma boa risada.
Gosto de fazer rir, naturalmente, fazendo piada ao sabor de uma vivência, bem ou mal contada.

Ir ver um espetáculo, com o intuito de me divertir, pode não correr muito bem.
Pelo caminho, penso, sempre:
- E se não me apetecer rir? E se não gostar das piadas? E, vou pagar para não rir nem chorar?

Tenho receio dos silêncios, daqueles momentos em que os comediantes esperam uma gargalhada, e, ela não sai.

Confunde-me tanta vontade de fazer piada, de coisas que  não têm piada alguma.
Tem vezes que gosto, outras vezes... nem por isso.
Ao vivo, invejo a capacidade de decorar o texto, admiro a capacidade de improviso.
Escrito, dou-lhe a entoação que desejo.
No rádio, mudo de estação quando fico farta de tanta satisfação...
Nem todos são bons, e, já existem muitos.

Que se dê o devido valor aos melhores.
Que se recorde quem o foi.
Que se faça bom humor, sempre.












Atreva-se a ser diferente.

Não se importe se for a única Luz no meio da escuridão.
Brilhe, ilumine a Vida ao seu redor.



29/03/2017



Agradeça, um elogio, mesmo que ache que é merecido.

Um agradecimento é, sempre, um incentivo para que a atitude se repita.

Muito obrigado.


Foto de Samuel Viegas
Ilha de São Miguel - Açores

26/03/2017



Não descubra o quanto era feliz,
perdendo momentos de felicidade.





Que se guarde o momento que as palavras não conseguem descrever.

Que se libertem emoções... contemplando.

Atreva-se.