24/07/2015

Autocaravanismo - muito prático...




Pode acordar com a água aos seus pés, melhor dizendo, junto às rodas!...


23/07/2015


Faça como as formigas, guarde, durante o verão, para comer melhor, durante o inverno.




























Na altura do verão, é muito mais fácil e muito mais barato encontrar legumes e frutas mais saborosas e do tipo "caseirinho". 

Se algum vizinho ou amigo lhe oferecer um saco de pimentos, não faça cara feia, agradeça. Corte em tiras e congele. Terá pimentos saborosos durante todo o inverno.

Em relação aos tomates, pode congelá-los inteiros ou já refogados prontos a utilizar.

As cuvettes para fazer gelo são ótimas aliadas. Pode aproveitar os tomates, as cebolas, os pimentos e os alhos da época, fazer um refogado e congelar em cuvettes tapadas. No inverno terá à sua disposição, em qualquer altura, um refogado pronto a utilizar, retirando os quadradinhos que necessitar.

Poderá fazer o mesmo com sumo de laranja e de limão. Quando necessitar de gelo para adicionar a um sumo, terá sumo e não água.

No que diz respeito às frutas poderá fazer compotas e geleias. Utilize açúcares menos refinados e saberá o que está a comer.

Atreva-se a experimentar estas e outras ideias de aproveitamento.



22/07/2015

video


Verão e divertimentos aquáticos


Atreva-se a descobrir novas emoções. 

Solte adrenalina e divirta-se.

Verifique se, nas praias que costuma frequentar, existem divertimentos aquáticos.
A partir de 10,00€, por pessoa, poderá viver a experiência mais importante da sua vida.
Com alguma sorte, se regatear, poderá conseguir um preço mais acessível. Poderá também verificar se existe uma Happy Hour.
Big Mable, Ring ou Flyfish são algumas das opções.
Escolha a que mais lhe agradar e desafie a sua coragem.
Siga as regras e conselhos dados. Se tem grandes problemas de coluna ou estiver a fazer a digestão, não arrisque. 
Leve máquina fotográfica e peça a um dos tripulantes do barco para registar os melhores momentos.
Divirta-se.




21/07/2015

                  

                              

                                  A tenda






Ao jantar, de domingo, contaram-se histórias passadas e novidades recentes.
A bisavó, sempre atenta, fez-se ouvir:
- Sabem, o vizinho fulano de tal está com varicela. Vejam só que com quarenta e tal anos ainda não tinha tido varicela. Há duas semanas que está fechado em casa. Tem febre. Está mesmo mal.

Ninguém lhe prestou muita atenção. A bisavó calou-se.
Pedro levantou-se, abeirou-se da bisavó e perguntou-lhe:
- Também posso ter varicela? Eu queria tanto...
Teresa olhou para o filho à espera da resposta, da avó.
- Eu não queria que tivesses varicela. Ficas com muita comichão. - respondeu ao bisneto.
- Mas eu queria tanto. - Insistiu o miúdo.
Teresa chamou o filho e disse-lhe, baixinho:
- Não se deve pedir uma doença, para que isso não aconteça. Porque é que tu queres ficar doente?
O miúdo olhou para a mãe, com ar satisfeito, e, respondeu:
- Eu diverti-me muito quando tive amigdalite. A bisa fez-me uma tenda, com uma manta, no roupeiro, do quarto dela. Foi muita fixe, mãe. Acredita, eu quero ter varicela...
Teresa deu uma gargalhada, e, disse:
- Amanhã, vamos fazer uma tenda... mesmo sem varicela.



20/07/2015


A Luz





A Luz aquece, ilumina e indica o melhor caminho.


Não fiques na escuridão, durante muito tempo.

Levanta-te, e, segue a tua Luz.

19/07/2015

Pesca Lúdica

Se tem por hábito mariscar ou pescar, durante as suas férias, não o faça sem a respetiva licença


Licença de Pesca Lúdica


Aceda a http://www.dgrm.min-agricultura.pt/ e consulte a Portaria nº. 14/2014, de 23 de janeiro. Tire todas as suas dúvidas antes de sair de casa. As multas são pesadas. Mais vale prevenir do que remediar...

Se pretende tirar licença de Pesca Lúdica, pode fazê-lo em qualquer caixa MB. Leve consigo o seu cartão de cidadão, e, saiba o número do telemóvel para o qual quer que seja enviada a mensagem, de confirmação da emissão da licença.
Selecione pagamentos ao estado e vá seguindo as opções pretendidas
Pode tirar licença diária, mensal ou anual.

Tenha atenção à quantidade e ao tipo de animais que pode capturar. Não invoque o desconhecimento da Lei. Todo o cidadão tem o dever de estar informado.
Se já tem a sua licença, que é pessoal e intransmissível, divirta-se.

Informe-se em relação às marés, aos ventos, às correntes e à ondulação. Seja cuidadoso/a e cauteloso/a.


Calce botas de borracha para não cortar os pés


Mariscando